Prazo da 2ª etapa do Censo Escolar 2016 termina nesta sexta

Termina nesta sexta-feira, 17, o prazo para diretores e responsáveis pelas escolas ou pelo sistema on-line Educacenso informarem os dados da segunda etapa do Censo Escolar 2016. As informações deverão ser cadastradas no site http://educacenso.inep.gov.br. Das 392 escolas, somente 195 realizaram o procedimento.

Cerca de 190 escolas estão com processo em aberto, pois em alguns casos o ano letivo ainda não foi encerrado. É necessário que o responsável pelo cadastramento clique no item “Encerramento do ano escolar” na página para que o processo seja concluído com sucesso. O endereço eletrônico explica, ainda, passo a passo do procedimento, bem como oferece orientações na Cartilha da Situação do Aluno.

As escolas que não concluírem o ano letivo até 17 de março de 2017 poderão informar os dados no período de retificação, 3 a 18 abril. A divulgação dos resultados dessa etapa está prevista para o dia 3 de abril. A partir desta data, as escolas terão um prazo de 15 dias para conferência e correção das informações, caso seja necessário.

Os gestores que tiverem dúvidas sobre o processo e queiram auxílio no cadastro das informações poderão procurar o Centro de Pesquisas Educacionais (Cepe) da Secretaria de Estado da Educação (Seed), em horário comercial.

O gestor da Escola Estadual General Farias Costa, Antônio Carlos Botelho, entende a importância do Censo Escolar para o bom funcionamento da unidade e veio até a capital para realizar o processo. A escola atende mais de 100 alunos nos ensinos Fundamental I e II.

“É fundamental informar o perfil da escola, pois ajuda a conseguirmos recursos e políticas públicas para melhorarmos o ensino. Dessa forma nos sentimos mais seguros para receber a merenda, entre outros benefícios”, pontuou.

A partir das informações coletadas pelo Censo, é possível formular, implementar, monitorar e avaliar políticas públicas para a Educação. Com base nos dados, também são definidos os programas governamentais necessários e a destinação de recursos para melhorar a qualidade da aprendizagem. O levantamento serve, ainda, de subsídio para análises e estudos sobre as características da educação básica pública e particular no Brasil.

A ausência do cadastro da escola também inviabiliza avaliações nacionais e internacionais, participação em programas como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Mais Educação. As informações do Censo são usadas para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador de referência para as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).


Por: Paula Monteiro - 16/03/2017 - 16:44
Fonte : Secretaria de Estado da Educação