Professores das Escolas do Novo Saber passam por formação do STEM Brasil

 

Durante três dias, cerca de 50 professores que atuam nas Escolas do Novo Saber (Tempo Integral) passaram por formação do STEM Brasil. A ideia é oferecer uma melhor preparação para os profissionais, voltada para o uso prático dos conhecimentos teóricos das disciplinas de matemática, biologia, física e química, utilizando uma metodologia baseada em projetos de práticas experimentais com o intuito de promover a iniciação científica dos alunos.

Com esse novo repertório, o docente pode enriquecer suas estratégias didáticas, de forma a despertar mais facilmente o interesse dos alunos e fazê-los compreender para quê servem certos conhecimentos e criar soluções para problemas de suas vidas.

“A formação veio para desmistificar a ideia de que somente com produtos caros, maquinários de ponta, e outros objetos, é possível fazer ciência, por exemplo. Utilizar materiais de baixo custo, ou até mesmo sucata, pode ser uma forma de impulsionar o processo criativo  nas atividades escolares”, destacou a coordenadora de Implantação do Ensino de Tempo Integral no Amapá, Carla Beatriz.

Ao final da formação foi possível socializar as atividades e integrar as diferentes disciplinas em projetos inovadores, os professores que participaram da iniciativa farão parte de uma grande rede colaborativa de aprendizagem através da plataforma disponibilizada pela fundação e que também poderá ser utilizada pelos alunos. Estão previstas ainda outras duas formações em 2017 pelo STEM Brasil para os professores de Ciências da Natureza e Matemática que atuam nas Escolas do Novo Saber.


Por: Wellington Costa - 30/06/2017 - 18:08
Fonte : Secretaria de Estado da Educação