quarta, 19 de dezembro de 2018 - 18:00h
Projeto que interliga Pará e Amapá por fibra ótica é homologado
Representantes de governos e do Exército Brasileiro se reuniram para homologar o projeto que interligará Pará e Amapá por meio de infraestrutura tecnológica.
Por: Sidney Cardoso
Foto: Sidney Cardoso
Homologação do plano de implantação da infraestrutura tecnológica de fibra ótica que interligará os governos do Amapá e Pará, na 22ª Brigada de Infantaria de Selva, em Macapá.

Aconteceu nesta terça-feira (18), na 22ª Brigada de Infantaria de Selva, a homologação do plano de implantação da infraestrutura tecnológica de fibra ótica que interligará os governos do Amapá e Pará, conforme o termo de cooperação técnica firmado entre o Prodap – Centro de Gestão de Tecnologia da Informação, Prodepa – Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará e o Exército Brasileiro.

A solenidade reuniu o diretor presidente do Prodap, Lutiano Silva, o chefe da 41º Centro de Telemática (CT), o Tenente Coronel Fraide Barrêto Sales, além do presidente da Prodepa, Théo Carlos Flexa Ribeiro Pires, e a diretora de projetos especiais da Prodepa, Leila Riodades Daher Santos.

De acordo com o presidente do Prodap, Lutiano Silva, o projeto além de interligar os estados Pará e Amapá por meio de uma infraestrutura de fibra ótica, também beneficiará à modernização da gestão pública e o atendimento à população. A previsão para início das obras está prevista para o ano de 2019. “Tenho certeza que ano que vem será de muito êxito nesse projeto”, ressalta Lutiano.

O compartilhamento da fibra ótica aproveitará uma infraestrutura existente do linhão. O 41º Centro de Telemática apoiará na coordenação e aquisição dos equipamentos necessários para o projeto. De acordo com o tenente coronel, Fraide, esse termo de cooperação técnica é extremamente importante e vai beneficiar o estado do Pará, Amapá e o Exército Brasileiro, e as OMS que estão no linhão que já está instalado.

“O Prodap vem desenvolvendo um excelente trabalho, assim como o nosso pessoal também, trocando experiências de infraestrutura. O 41º CT está para apoiar esse projeto”, ressalta o tenente coronel Fraide.

Segundo o presidente da Prodepa, Théo Carlos Flexa, o projeto de ativação da fibra ótica que interligará os estados Pará e Amapá trata-se do uso da infraestrutura de telecomunicação em benefício das estruturas de governo dos dois estados e do exército brasileiro em prol de alavancar os serviços públicos.

Ainda de acordo com Théo Carlos ”hoje, cada vez mais a importância de uma de rede de telecomunicação ativa com capacidade e qualidade para transportar os dados corporativos dos governos é essencial para o funcionamento de políticas públicas”. E completou “Eu acredito que a execução desse acordo trata de benefícios diretos aos governos do Pará e Amapá, principalmente para as populações dos dois estados no sentido de entregar os serviços públicos com qualidade a partir dos municípios de cada estado”, afirma.

VÍDEOS RELACIONADOS
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
Rua São José, nº 290 - Cep: 68900-110, Macapá - AP - (96) 3131-2608 - ouvidoria@prodap.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá