sexta, 03 de junho de 2016 - 17:37h
Sistema reforça segurança contra ataques na rede governamental
Em 2015, 20 milhões de acessos suspeitos foram registrados. Novo sistema vai reforçar segurança na rede
Por: Cassio Albuquerque

O Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap) registrou em 2015 cerca de 20 milhões de acessos suspeitos às páginas institucionais do governo e de órgãos vinculados ao centro. Na quinta-feira, 2, um moderno sistema de segurança foi implantado pelo órgão para gerir e evitar que esses ataques tenham êxito.

O sofisticado sistema múltiplo de prevenção de intrusões, chamado de IPS (Intrusion Prevention System), examina os fluxos de tráfego de rede para ajudar na detecção e prevenção de invasões no sistema de dados.

A página da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) foi a que teve o maior registro de acessos suspeitos. Será em cima dessas tentativas de invasão ou acessos suspeitos que será feita a inclusão da nova ferramenta. A ideia é garantir maior proteção às páginas institucionais, maior controle dos acessos e das suspeitas de ataques na rede. Nesta quinta-feira, 2, o sistema foi apresentado aos chefes de informáticas das secretarias de Estado e outras instituições.

De acordo com o diretor-presidente do Prodap, José Lutiano Costa, a gestão, desde 2015, tem investido em soluções para a segurança de redes e a inclusão do IPS faz parte do plano estratégico da instituição que tem por objetivo informatizar os sistemas do governo e garantir a segurança dos dados. Segundo o gestor, a nova ferramenta já é utilizada por órgãos públicos e privados em outros Estados e até fora do país. Outro ponto importante que o diretor frisou foi que novos investimentos em segurança serão realizados para o Governo do Estado, contemplando, inclusive, as secretarias.

“Estamos garantindo a segurança da informação e evitando que todo conteúdo de caráter institucional seja invadido ou manipulado. Por isso que hoje resolvemos chamar os chefes de núcleo de informática para explicarmos o funcionamento deste sistema”, explicou Costa.

O diretor do departamento de internet e segurança do Prodap, Danillo Vaz, disse que antes de oficializar a instalação do sistema, os técnicos realizaram um estudo durante seis meses sobre a eficácia de várias soluções, e a escolha nesse estudo foi a solução que está sendo implementada. Segundo ele, os resultados são satisfatórios.

“Nós já tínhamos dois níveis de segurança no que diz respeito às informações institucionais de órgãos vinculados ao Prodap, mas acabar com qualquer vulnerabilidade que poderia ocorrer. Por isso, decidimos adotar mais uma camada de proteção em nosso sistema”, frisou.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
Rua São José, nº 290 - Cep: 68900-110, Macapá - AP - ouvidoria@prodap.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2023 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá