Amapá discute desafios da ciência para 2020 em fórum nacional no RS

O Amapá participa, em Porto Alegre (RS), do fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), que reuniu durante dois dias, as 26 Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) dos estados brasileiros e do Distrito Federal.

A diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), Mary Guedes, é a representante do estado no evento. “Discutimos, hoje [sexta-feira], a questão da importância de promover ações que possam contribuir para reduzir as assimetrias regionais. Estamos avançando no apoio aos programas de pós-graduação para a Amazônia Legal”, destacou a diretora.

Como principais pautas, as entidades participantes discutem os desafios da ciência para o ano de 2020 e estratégias para aproximar comunidade científica da sociedade. A reunião também tem como objetivo discutir oportunidades de parcerias nas áreas de inovação e pesquisa nacionais e internacionais entre as FAPs e outras instituições científicas.

Além disso, o evento tem como pauta debater estratégias para superar dificuldades financeiras que vem enfrentado a pesquisa científica no Brasil, em especial, no âmbito da pós-graduação.

Consenso entre as autoridades que participaram da abertura do fórum é que o maior desafio para a sustentabilidade das instituições científicas do país é a capacidade de converter os resultados da ciência em benefício às pessoas.

A programação do Fórum Nacional do Confap encerra nesta sexta-feira, 6, e conta com mesa redonda com parceiros internacionais, visita técnica ao TecnoPuc, além de discussões sobre programa de negócios da base tecnológica, participação das FAPs na 72ª Reunião da SBPC, entre outras atividades.

Entre as instituições de fomento presentes, estiveram o CNPq, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O Confap

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa é uma organização sem fins lucrativos, que tem por objetivo promover uma melhor articulação dos interesses das agências estaduais de fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Brasil. Criado em 28 de abril de 2006, congrega 26 Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), e trabalha como parte ativa do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.


Por: Por: Rafael Aleixo - 06/12/2019 - 20:19
Fonte : Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá